Contra a verdade não temos poder algum; temo-lo apenas em prol da verdade. (II Coríntios 13,8)

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

abusos na liturgia

É impressionante como a maioria dos leigos que ajudam nos grupos de música ou na pastoral da litúrgia não se importa como a Santa Missa é celebrada.

É Gloria in Excelsis com uma música com a letra incompleta, é Ato Penitencial meloso... é "canto de comunhão" que não tem nada haver com o momento da comunhão... Pai-Nosso com letra adulterada...

(leia mais em) Fides Et Ratio

2 comentários:

Júnio disse...

Infelizmente na Paróquia Cristo Libertador abusos na liturgia são comuns...

keembec disse...

Acredito que a Igreja está ficando um pouco marketeira.
Digo isso, pois sempre que participava das formações na minha paróquia (Cristo Redentor), sejam com pessoas da paróquia, ou com grandes nomes da liturgia local (Irmã Nilde, etc), o discurso alegado pelas lideranças da equipe eram sempre de q o povo nao aceita as mudanças.

É claro, quem está a frente também tem de ser conscientizado, mas o povo também precisa conhecer a verdadeira maneira de se celebrar a Santa Missa.

Uma prática simples, que muitos padres utilizam é a de explicar algumas dessas questões antes da celebração, após, e, em ultimo caso durante a Missa.

Cito por exemplo a questão das palmas durante quaresma e advento, as vezes tem que parar a Missa e o canto e pedir as fiéis que PAREM...

Um trabalho difícil, mas imprescindível...

Seja Bem-Vindo(a) ao Blog do Grupo de Estudo Veritas !

Contra a verdade não temos poder algum; temo-lo apenas em prol da verdade.(II Coríntios 13,8)