Contra a verdade não temos poder algum; temo-lo apenas em prol da verdade. (II Coríntios 13,8)

domingo, 8 de março de 2009

Católicos?!

Por Gabriel Leitão

O mais famoso caso de estupro e aborto no Brasil tá redendo e reacendendo a discussão sobre o aborto. E isso é muito bom. Acredito que ninguém esperava que um bispo católico fosse se levantar contra o aborto, ou melhor, contra o atentado ao Direito Humano mais básico: a Vida.

Mas, em meio a toda discussão e polêmica fiquei triste, pronfundamente triste por ver pessoas (amigos meus) que se dizem católicos e ao invés de defender a Igreja ajudam a jogar pedras, ao invés de se aprofundar e ajudar se limitam a emitir opiniões rasas sobre esses assuntos e se opõem a querer ouvir as motivações da Igreja a esse respeito.

Tenho minhas dúvidas de que pessoas que se dizem católicas afirmando acreditar na Eucaristia e venerar Nossa Senhora mas sejam tão desinformados e consumidos pela paródia midiriel ática a ponto de se colocar contra a Igreja Católica quando o assunto é aborto e defesa da Vida. Sinceramente, tenho minhas dúvidas de que essas pessoas sejam realmente católicas.

Acredito que o termo mais adequado (inclusive empregado a um famoso senhor que mora no Planalto Central) a essas pessoas é caótica, elas não são católicas mas caóticas. Pois, não sabem o que estão dizendo, não sabem o que estão fazendo e assim pregam doutrinas completamete adversas daquilo que a Igreja ensina amplamente fundamentada nas Sagradas Escrituras e na Sagrada Tradição.

Em nome da liberdade e consciência se recusam a dar ouvidos ao que a Igreja afirma. Conversei com pessoas que não quiseram nem saber o porquê da posição da Igreja em relação a esse tema. É esse o pais democrático em que vivemos? Em que qualquer um pode falar o que quiser e quando quiser mas no momento em que um cristão (não incluo apenas os católicos) se posiciona contra a corrente, contra o pensamento imposto pela mídia é chamado de retrógrado, medieval, obscuratista ou sei lá o quê.

Ver pessoas consumidas pelo relativismo, pelo mal, pelo orgulho e egoísmo me deixa profundamente triste porque se continuarmos agindo e pensando dessa maneira o mundo não chegará muito longe e a humanidade se auto-destruirá.

Rezemos pelo ser humano, para que possa enxergar o mal que faz a si mesmo e aos outros e assim se converta para que todos assumamos nosso lugar no Reino de Deus.

Fonte: Fides et Ratio

3 comentários:

Ana Maria Nunes disse...

Oi, vc me pediu o livro? por favor veja se foi, pq n entendi direito o email srsrsrs Obrigada

Salve Maria!


depois leio seu blog.

Anônimo disse...

O senhor quem deveria ser masi informado sobre esses assuntos.Nós católicos temos o direito de ir contra a Igreja sim, pois o Papa os Bispos e todo o clero tem opinões contrárias as nossas. Veja bem senhor que dia uma criança de 9 anos teria condições físicas e mentais de conceber a vida a duas crianças. Uma criança de 9 anos naum tem estruura para aguentar duas crianças. Meu caro senhor seria 3 mortes ao invés de duas, o que este Bispo fez foi erradissimo, poís escomungou a mãe e os médicos mas quanto ao estuprador ele disse que ele poderia sim comungar normalmente.
Que vergonha, eu fico envergonhada enojada ao saber que esse Bispo teve coragem de fazer isso.
Pense bem antes de dizer as coisas.
Obrigado!!!

[gabriel] disse...

Como sempre é muito fácil falar sem ter provas ou qualquer base para isso.

O comentário do Sra. (ou Sr.) Anônimo só vem confirmar o que afirmo no artigo. "Ao invés de defender a Igreja ajudam a jogar pedras, ao invés de se aprofundar e ajudar se limitam a emitir opiniões rasas sobre esses assuntos e se opõem a querer ouvir as motivações da Igreja a esse respeito".

Você afirma que: "Uma criança de 9 anos naum [sic] tem estruura [sic] para aguentar duas crianças." Com certeza você desconhece os inúmeros casos de crianças que deram a luz sem problema algum. Me escuso de comentar esses casos pois já o fiz, em parte, no meu Blog (http://gbrsouza.blogspot.com). Mas peço que leia, pelo menos, as seguintes notícias: A incrível história de Lina Medina (mãe aos 5 anos), Gaúcha de 11 anos prestes a se tornar mãe, Mãe aos nove anos de idade. Com esses casos lhe mostro que a sua hipótese é no mínimo falha, pois, não retrata a realidade.

Depois você afirma que "seria [sic] 3 mortes ao invés de duas". O Portal Família contém um bom artigo sobre o caso da menina de Alagoinha que refuta essa sua afrmação. Se tiver mais um pouco de tempo leia o artigo do Blog Vida e Castidade sobre o mesmo tema.

Você ainda afirma: "o que este Bispo fez foi erradissimo, poís escomungou [sic] a mãe e os médicos mas quanto ao estuprador ele disse que ele poderia sim comungar normalmente." Pelo amor de Deus, é muita falta de conhecimento da sua parte. Por favor, leia as declarações do arcebispo de Olinda e Recife sobre o caso antes de tecer qualquer cometário a respeito. (Leia as declarações em: Terra Magazine, Revista Época, Revista Veja).

"Que vergonha, eu fico envergonhada enojada ao saber que esse Bispo teve coragem de fazer isso.
Pense bem antes de dizer as coisas."

Vergonha é alguém se dizer católico e acusar um irmão na Fé de forma tão vil e sem fundamento, distorcendo os fatos ou mesmo desconhecendo-os. O artigo aborda justamente pessoas desta estirpe que se dizem católicas mas demonstram estar em desacordo com o que a Igreja ensina desde os tempos apostólicos. Sim, o aborto já era condenado desde a Era Apostólica em um livrinho chamado Didaqué, mas essa "aula" deixo para um outro artigo.
Fonte: http://gbrsouza.blogspot.com/2009/04/resposta-um-caotico.html

Seja Bem-Vindo(a) ao Blog do Grupo de Estudo Veritas !

Contra a verdade não temos poder algum; temo-lo apenas em prol da verdade.(II Coríntios 13,8)